A avaliação de perfil comportamental é muito utilizada, tanto por recrutadores que buscam o perfil ideal para trabalhar nas empresas, quanto por profissionais que desejam encontrar a função mais condizente com sua personalidade.

Esses testes listam seus pontos fortes, soft skills e vulnerabilidades, além de relacionar as suas principais características a uma área ou cargo específico.

Acesse também: Conheça as 5 habilidades mais desejadas pelas empresas.

Sabendo como essa avaliação pode ajudá-lo a encontrar a sua profissão ideal, decidimos explicar um pouco mais sobre o que é e quais são os tipos de avaliações existentes.

Se você é recrutador, não se preocupe! Esse texto também irá auxiliá-lo nos processos seletivos. 😉

Então vamos lá!

Afinal, o que é perfil comportamental?

O perfil comportamental de uma pessoa indica o modo como ela se porta em determinadas situações e resolve problemas do dia a dia.

Em resumo, a avaliação de comportamento está ligada a um conjunto de atitudes e características que referem-se ao ambiente de trabalho, destacando a maneira como esse indivíduo opera em equipe. 

Sendo assim, dependendo do resultado do seu teste comportamental, você poderá identificar qual é a área que mais condiz com a sua personalidade e cargos recomendados.

Confira os principais perfis comportamentais 

É praticamente impossível listar todas as características e individualidades existentes no mundo. Afinal, todos possuímos jeitos de agir e pensar diferentes. 

Ainda assim, na avaliação de perfil comportamental, há como mapear certos padrões e entender como cada pessoa “funciona” no dia a dia. 

De acordo com pesquisas realizadas por psicólogos, coachings e outros profissionais de recrutamento, são 4 perfis que caracterizam a população de uma forma geral.

Agora, você irá conferir os 4 principais perfis comportamentais que existem:

#1 Executor 

Geralmente, o executor é visto como uma figura de poder e liderança dentro das organizações. 

É aquela pessoa que gosta de superar obstáculos, colocar a mão na massa e focar nos resultados acima de tudo. 

Por vezes, o indivíduo que possui o perfil executor tende a ser autoritário e competitivo, o que pode influenciar negativamente na relação com seus colegas e superiores.

Entretanto, se o profissional trabalhar seus pontos negativos e melhorar suas qualidades, ele será muito bem sucedido. 

#2 Comunicador

Sabe aquela pessoa que tem um bom diálogo com a equipe, gosta de novidades e contagia todos ao seu redor? Esse é o comunicador.

Esse perfil é caracterizado pelo entusiasmo, otimismo e dedicação, além de ser extremamente receptivo a novas ideias. 

Por outro lado, os profissionais comunicadores podem apresentar dificuldade na elaboração de planejamentos e cronogramas detalhados, o que afeta diretamente o funcionamento da organização. 

Embora sejam mais “emoção” do que razão na maioria das vezes,  há a possibilidade de trabalhar essas vulnerabilidades e se tornar mais focado.

#3 Planejador

O perfil planejador pode ser encontrado em diversas empresas como sendo o líder de algum setor e até CEO. Mas, ao contrário do executor, ele é uma pessoa mais discreta, atenta e calcula tudo antecipadamente. 

Esse profissional está sempre pensando nas variáveis e se preocupa com o projeto do início ao fim, esforçando-se para garantir o sucesso do trabalho como um todo.

Apesar disso, o planejador pode “patinar” um pouco na hora de improvisar e desenvolver ideias criativas, ficando preso ao tradicional. 

Por isso, o ideal é que esse tipo de profissional, após realizar a avaliação de perfil comportamental, se dedique a descobrir novas formas de sugerir ideias e estratégias, praticando seu lado inovador. 

#4 Analista 

Por fim, o analista é aquele indivíduo detalhista, preocupado e extremamente meticuloso. 

O que difere esse perfil do planejador, é que o analista gosta de dar ideias e contribuir com as estratégias, além de mapear e analisar os dados. 

Porém, esse tipo de profissional não consegue trabalhar sob pressão, podendo ficar sobrecarregado e até frustrado caso não consiga atender as expectativas estipuladas. 

Ainda assim, é um perfil muito requisitado por empresas e organizações, sendo necessário apenas estimular sua capacidade de improviso e dedicação.  

E aí, com qual você se identificou mais?

Como a avaliação de perfil comportamental pode ajudá-lo?

Ao realizar a avaliação de perfil comportamental, você consegue visualizar melhor quais são suas características positivas e pontos a serem melhorados. 

Não somente isso, mas esse teste também irá auxiliá-lo a entender como você pensa e age, potencializando suas habilidades e aumentando sua autoestima. 

É claro que todos possuímos defeitos e vulnerabilidades, contudo, essa avaliação permite que você tenha uma noção ampliada da sua personalidade, mesclando fatores positivos e negativos. 

Seja em processos seletivos, ou de maneira informal, a avaliação de comportamento é muito importante para abrir novas oportunidades e se descobrir.

Leia também: Coaching de carreira: Saiba como o coach pode ajudar na sua recolocação em 2021

Quais são as principais avaliações comportamentais?

Conheça agora 3 tipos de avaliação de perfil comportamental que podem ajudá-lo a descobrir quais são seus pontos fracos e fortes de forma assertiva. Veja agora!

DISC

Quando falamos em recrutamento e seleção, o método de avaliação de perfil comportamental DISC é um dos mais conhecidos. 

Através desse teste é possível observar quais são os comportamentos que o indivíduo tende a repetir. Ou seja, identificar o padrão que ele segue ao realizar tarefas e lidar com situações complexas.

Esse método foi desenvolvido pelo pelo PhD em psicologia, William Marston, em 1928.

A sigla DISC significa Dominance, Influence, Steadiness e Conscientious. Em livre tradução, dominância, influência, estabilidade e conformidade, respectivamente.

Na Missão RH realizamos Avaliações Psicológicas e de Personalidade para pessoas que buscam estar ainda mais preparadas para os processos seletivos. Acesse aqui. 

PDA

A sigla PDA significa Personal Development Analysis, ou análise de desenvolvimento pessoal. Essa avaliação consiste em mapear a forma como o indivíduo toma decisões, seus pontos fortes e, principalmente, a essência da pessoa.

Além disso, o PDA se aprofunda na questão de compatibilidade com a área e competências da pessoa. 

Essa avaliação comportamental resgata o método DISC, mas com algumas diferenças. O PDA é utilizado para facilitar a aplicação e organização dos resultados. E, embora tenha otimizado o tempo de avaliação, a metodologia perdeu um pouco de profundidade. 

MAPA 

Por fim, a última avaliação de perfil comportamental que iremos listar hoje é o método MAPA, que foi criado em 2008 pela Mapa Avaliações com o objetivo de seguir as novas resoluções do Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Esse método é voltado para 4 tipos de personalidades profissionais, sendo elas: Cargo de liderança com exposição ao risco, cargo de liderança sem exposição ao risco, cargo administrativo/ financeiro e técnico. 

Através da avaliação, você pode identificar em qual perfil citado acima você mais se enquadra e possibilidades de desenvolvimento profissional.

Conclusão 

Como você pôde perceber, a avaliação de perfil comportamental é muito importante, tanto para profissionais como recrutadores. 

Entender sua personalidade, trabalhando seus pontos fracos e melhorando pontos positivos, possibilitará que você tenha mais oportunidades no futuro. 

Além do mais, se você procura se recolocar no mercado, as avaliações de perfil são indispensáveis! Saiba mais sobre o serviço de recolocação da Missão RH e garanta o seu emprego dos sonhos!

Entre em contato e tire todas as suas dúvidas!