Ao observar que a sua produtividade diminuiu, você acorda sem ânimo para ir trabalhar e está constantemente esgotado, pode ser um sinal para mudar de profissão. 

Entretanto, essa é uma decisão que deve ser bem pensada, para que você não haja de forma precipitada e se arrependa no futuro. 

Afinal, todo profissional já sentiu-se desmotivado em algum momento da carreira. 

Mas, uma fase ruim não pode, e nem deve, determinar toda a sua jornada. 

Sabendo disso, preparamos um conteúdo especialmente para você que tem dúvidas se deve mudar de profissão, ou conhece alguém que esteja nessa situação.

Seja bem-vindo(a) ao nosso blog e boa leitura!

Você também pode se interessar: Avaliação de perfil comportamental: Você sabe como funciona?

Será que é o momento certo para mudar de profissão? 

“Devo mudar de profissão? Será que vale a pena?”, esses são alguns questionamentos muito comuns, e você provavelmente já deve ter passado por isso. 

Somos instruídos a sair do ensino médio, iniciar em seguida uma faculdade e construir uma carreira. No entanto, a ideia de que é preciso seguir o mesmo caminho profissional a vida inteira é um mito. 

Vale ressaltar que há pessoas que se realizam em suas áreas de atuação, mas não é uma regra. 

Portanto, se você observa que não está mais animado com a sua função, ou enxerga em outro setor uma oportunidade de realizar-se profissionalmente, é um sinal para mudar de profissão e recolocar-se no mercado de trabalho. 

5 perguntas para refletir se está na hora de mudar de profissão ou não

Separamos 10 perguntas que você pode fazer a si mesmo ou à alguém que está em dúvida se deve mudar de profissão para chegar a uma conclusão. 

Responda com sinceridade e avalie a melhor opção para você: 

1. Você acorda motivado para trabalhar?

2. Você leva problemas e situações do trabalho para casa?

3. Depois de um dia de trabalho você consegue relaxar? 

4. Onde você se vê daqui a 5 anos? 

5. Você não vê a hora de acabar o expediente? 

6. Sente que sua produtividade está diminuindo?

7. Sua equipe de trabalho te deixa motivado(a)?

8. Você fica feliz quando falta ao trabalho?

9. Quais são as vantagens do seu trabalho?

10. Essas vantagens compensam as coisas negativas?

Responder à essas perguntas de forma transparente pode ser difícil no começo, mas esse processo é fundamental para que você decida com clareza o seu próximo passo no mercado de trabalho. 

Como se recolocar no mercado de trabalho? 

Se você concluiu que está na hora de mudar de profissão, mas não sabe como fazer a sua recolocação no mercado, fique tranquilo(a).

Com as orientações certas, você sairá muito bem durante os processos seletivos e terá a oportunidade de demonstrar a sua vontade de ampliar os conhecimentos na nova função. 

Confira 5 dicas que irão ajudá-lo(a) a se recolocar profissionalmente: 

1. Cadastre seu currículo em sites de vagas 

Ao cadastrar seu currículo em sites de vagas na internet, você estará aumentando o seu leque de possibilidades na área de atuação desejada. 

Todavia, você também deve analisar qual função você gostaria de desempenhar e empresas mais relevantes. 

Cadastre seu currículo aqui.

2.  Invista em networking 

Fazer conexões com outros profissionais da área é extremamente importante durante a recolocação no mercado de trabalho. 

Mudar de profissão pode não ser uma tarefa fácil, mas quando se têm contatos e indicações, tudo fica mais simples.

3. Atualize suas redes sociais 

Ao contrário do que muitas pessoas afirmam, as redes sociais são alvo dos recrutadores, e, por isso, é sempre bom estar atento aos conteúdos que você compartilha em seus perfis. 

Uma dica também é apostar no LinkedIn, que é uma plataforma voltada somente para o âmbito trabalhista e ampliar as conexões entre profissionais.

4. Prepare-se para a entrevista

Por fim, a nossa última orientação é preparar-se para a entrevista de emprego. Quando falamos isso, não queremos incentivá-lo a decorar um roteiro pronto. 

O objetivo é treinar uma conversação com os entrevistadores, para que você demonstre segurança no momento de responder as perguntas. 

Vale a pena contratar uma consultoria de recolocação profissional? 

A contratação de um consultor de recolocação é feita por um profissional especializado, que irá avaliar seus objetivos e skills. 

Além disso, ele ajudará você a descobrir qual o segmento que você mais se identifica e, a partir disso,  irá trabalhar seus pontos fortes e fracos para se sobressair nos processos de recrutamento. 

Com a ajuda de um profissional especializado, é possível ampliar seus horizontes quanto à área de atuação escolhida e entender suas vulnerabilidades para fortalecê-las.

Dessa forma, você pode optar por contratar um consultor para auxiliá-lo(a) nesse processo e facilitar a sua busca pelo emprego dos sonhos. 

Leia mais sobre consultoria de recolocação profissional: Consultoria de recolocação profissional: Metodologia Online e Acessível!

Programa Radarh:  Conheça o programa conceituado da Missão RH

Se você deseja a ajuda de profissionais sérios e com experiência no mercado, não deixe de conhecer o Radarh da Missão RH. 

Esse programa surge para atender profissionais que buscam a recolocação no mercado de trabalho, e criar conexões com empresas e organizações que sejam condizentes com o perfil. 

Além de construir essa relação, a Missão RH também realiza a avaliação comportamental da pessoa que quer mudar de profissão e avalia suas vulnerabilidades e qualidades. 

Saiba mais sobre o Programa Radarh AQUI.