Tag: saúde no trabalho

Cuidando da saúde mental dos profissionais: todo mundo ganha

A importância da manutenção do bem-estar nas empresas vem ganhando espaço a cada ano, pois já se sabe que cuidando da saúde mental dos profissionais, todo mundo ganha. 

Até 2019, a terceira maior causa de afastamento no trabalho foi por transtornos mentais e, em 2020, esse valor aumentou de forma expressiva com a pandemia.

Continue lendo

Saúde mental e como ser feliz no trabalho

A saúde mental dos trabalhadores sempre foi colocada em segundo plano nos ambientes organizacionais, mas atualmente tem preocupado muitos setores. O local que deveria oferecer condições para o desenvolvimento das pessoas causa infelicidade gerando um aumento significativo de doenças mentais.

A saúde mental no trabalho tem seguido uma tendência mundial, causando um impacto negativo e severo nas vidas de muitos trabalhadores.

No passado, as doenças físicas eram o principal fator para o afastamento do colaborador, enquanto no cenário atual os casos de depressão são os que mais incapacitam profissionais.

 

Fatores de risco

A Organização Mundial da Saúde (OMS) destaca alguns dos principais fatores que causam riscos a saúde psíquica no local de trabalho:

– Assédio e bullying;

– Políticas inadequadas de saúde e segurança ou a falta delas;

– Má gestão e falta de comunicação entre as equipes;

– Falta de participação na tomada de decisões;

– Longas jornadas de trabalho com horários inflexíveis;

– Responsabilidade inadequada à capacidade do funcionário;

– Risco de desemprego.

 

Depressão e ansiedade no trabalho

Mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo e cerca de 11 milhões destes casos estão no Brasil. Dados da Previdência Social indicam que a doença é responsável pelo afastamento do trabalho de mais de 75 mil brasileiros.

Em uma pesquisa feita pelo livro “É impossível se reinventar e integrar a vida pessoal e profissional” os índices de adoecimento mental no trabalho indicam que 90% das pessoas estão infelizes em seus empregos, 36,52% estão insatisfeitas com as atividades que desempenham e 64,24% desejam fazer algo diferente para alcançar felicidade.

A depressão e a ansiedade indicam uma perda de US$ 1 trilhão em produtividade por ano.

A OMS indica que o Brasil é o país mais ansioso do mundo, onde cerca de 9,3% da população sofre com transtorno de ansiedade e seu caráter epidêmico está ligado ao local de trabalho.

Os tipos mais encontrados de ansiedade são:

– Transtorno de Ansiedade Generalizada (TGA) – estado marcado pela preocupação constante e exagerada com situações das esferas sociais.

– Síndrome do Pensamento Acelerado: causada pela exposição excessiva a grandes quantidades de atividades e uso compulsivo de computadores e celulares.

Ambientes de trabalho ameaçadores, estressantes e repletos de incertezas prejudicam a saúde do trabalhador e desenvolvem transtornos mentais.

 

Mantendo a saúde mental no trabalho

O salário ou cargo elevado não compensam o desgaste físico e psicológico causados na vida dos funcionários, por isso, grandes empresas têm optado por construir um ambiente saudável e positivo para promover o equilíbrio emocional de seus colaboradores.

Através do desenvolvendo práticas e políticas que reduzem os fatores de risco, criação de aspectos positivos e valorização dos funcionários é possível contribuir para a saúde física e mental de cada um.

Momentos de descanso, atividades físicas e ginástica laboral são algumas ações simples que também causam grandes benefícios mentais, capazes de prevenir o aparecimento de sintomas de depressão e garantir o bem-estar.

Uma dica valiosa para quem está sobrecarregado é respeitar seu momento de descanso. Não deixe os problemas que acontecem na empresa afetem a sua vida pessoal.

O equilíbrio entre a qualidade de vida pessoal e profissional impacta diretamente em sua produtividade.

Quem não sonha com um emprego no qual pensar nele não cause a sensação de obrigação ou mal estar?

© 2021 Blog Missão RH