Como vimos aqui no último texto do blog, a busca pelo primeiro emprego é uma dúvida muito grande e um passo muito importante na vida dos jovens que terminam o ensino médio ou já se sentem aptos a trabalhar.

Existem diversos fatores que criam essas dúvidas, como características e predisposições individuais, convicções religiosas, valores e crenças, situação econômica, a influência da família e dos pais.  Mas até onde eles podem influenciar na escolha profissional dos filhos? Muitas vezes a escolha da profissão parte da família e há conflitos entre essa escolha e o que o jovem realmente gosta. Então preparamos cinco dicas especiais para você, pai, que acompanha seu filho na busca pelo primeiro emprego.

  1. Procure entender o que seu filho gosta: diálogo e respeito são fundamentais para resolver a questão. Os pais são as pessoas que melhor conhecem as limitações e qualidades dos filhos e podem usar isso não como influência na busca de um determinado emprego, mas como ajuda no autoconhecimento do jovem na busca pelo que realmente gosta.
  2. Seja um “consultor” do seu filho: mostrar para o seu filho os prós e contras das profissões, as possibilidades, como funciona o mercado de trabalho certamente irá ajudá-lo nessa busca.
  3. Não decida pelo seu filho: Seu filho tem livre arbítrio para escolher uma profissão. Há chances muitos maiores de conquistar realização profissional quando se faz o que gosta do que quando isso é imposto. Filhos não devem ser a fonte de realização do sonho dos pais e sim deles próprios. A imposição dos pais gera adultos frustrados e que trocam de empregos constantemente em busca do que realmente gostam.
  4. Busque ajuda com Empresas ou Programas de Inserção no mercado para jovens: caso você, pai, também esteja em dúvida quanto ao futuro profissional de seu filho, invista nele e busque a ajuda de Empresas ou Programas de Inserção no mercado. A Missão RH, por exemplo, conta com profissionais qualificados e ferramentas de mapeamento comportamental que podem ajudar na orientação da carreira do seu filho. Estamos aptos a esclarecer todas as suas dúvidas quanto aos programas de primeiro emprego ou estágios.
  5. Saiba apoiar: Se ele errar, jamais critique seu esforço. Encoraje-o a enxergar que todas as experiências são válidas e existem muitas outras oportunidades. Entender que apoio é fundamental é um passo muito importante, independente de suas ideias, como pais, divergirem das dele.

Gostou das dicas? Elas são muito importantes para não complicar ainda mais a decisão do jovem em busca do primeiro emprego. Pais sempre buscam o melhor para os filhos e entender que esse é um desafio muito importante na sua vida social é primordial. A primeira parceria que deve ser estabelecida certamente é a da família e o apoio para realizar esse sonho é muito importante para um futuro profissional promissor.