Category: Sem categoria (page 1 of 2)

SOS CLT: A legislação trabalhista pede SOCORRO!

Diante da modernização da legislação trabalhista, a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) vem perdendo cada dia mais o seu protagonismo junto às relações de trabalho entre empregadores e empregados.

A terceirização de mão de obra já se mostrava uma alternativa interessante, tanto para empresas como profissionais. 

No entanto, essa forma de trabalho igualmente fica submetida a uma legislação trabalhista ainda engessada que continua a trazer ônus, para empresas e profissionais que só mudam de “dono” praticamente.

As áreas que mais se utilizaram da mão de obra terceirizada em Fortaleza e nas demais capitais do país foram as áreas de:

  • Controle de acesso;
  • Limpeza;
  • Manutenção;
  • Portaria;
  • Recepção;
  • Segurança.

A terceirização nessas áreas é utilizada tanto em empresas, indústrias e lojas, quanto em condomínios comerciais e residenciais, além de shoppings centers que os utilizam amplamente.

Contudo, essas não são as únicas áreas que podem ser terceirizadas, e não são as únicas que sofrem com esse processo. Afinal, cada vez mais há a flexibilização dos modelos de contratação da força de trabalho.

Com a nova legislação trabalhista, os direitos e deveres dos empregados e dos empresários foram cada vez mais direcionados para as convenções coletivas e acordos individuais, nos moldes da legislação dos Estados Unidos.

Inclusive, na grande maioria dos países, não existe um ordenamento generalizado e voltado exclusivamente para as relações trabalhistas, mas sim um acerto direto entre empresa e empregado.

Com isso, são apenas definidos em contratos de trabalho onde o empregador e o empregado podem negociar todas as cláusulas que irão regular a prestação de serviço e o pagamento dos serviços prestados..

A CLT não foi efetivamente abolida, porém com a nova legislação abriram-se novos pontos de negociação entre as partes que se fazem representar nessas negociações por seu sindicato de classe, tanto de uma parte quanto de outra.

Entre eles, podemos destacar os seguintes pontos:

  • Férias podem ser divididas;
  • Trabalho intermitente;
  • Contratação de autônomos;
  • Homologação da Rescisão do Contrato de Trabalho;
  • Valor do Acordo sobre a Legislação Trabalhista.

Com isso, candidatos, colaboradores e empregadores agora podem negociar quase todos os tópicos da relação de emprego.

Dessa forma, os setores de RH devem estar atentos às parcerias criadas, principalmente para as novas modalidades de contratação.

Férias podem ser escalonadas

Para elaborar escala de férias, o RH deve estar atento ao início da contratação como data-limite para a concessão do benefício, sabendo que há uma lacuna de mão de obra por 30 dias.

Atualmente, a escala de férias, ainda que tenha que obedecer o período de concessão das férias, poderá dividir o período de trinta dias, em dois períodos distintos, o que facilita a contratação de um substituto.

Ainda, na questão das férias, anteriormente, para cobrir as férias de um empregado, a empresa optaria por contratar a partir de categorias como o contrato por prazo determinado e atualmente, pode optar pela contratação de trabalho intermitente.

Atenção às mudanças de contratação

Uma fábrica de material de limpeza por exemplo, poderá contratar trabalhadores para determinados dias ou períodos em que prevê aumento da demanda, sem que seja necessário formalizar um contrato de trabalho por prazo determinado.

No contrato de trabalho intermitente a empresa pode estabelecer alguns dias da semana ou mesmo algumas horas por dia, determinado o valor do salário e pagando os benefícios de maneira proporcional.

As empresas podem ainda contratar um profissional autônomo para elaborar projetos de automação industrial simples, sem que isso gere qualquer relação de emprego ou pagamento de benefícios como férias, 13º salário, depósitos do FGTS e recolhimento de INSS.

A homologação de rescisão contratual antes dependia da verificação de regularidade e apresentação junto ao sindicato de classe ou representante do Ministério Público do Trabalho. Atualmente pode ser realizada diretamente pelo RH da empresa.

Essa mudança otimizou o trabalho do setor de Recursos Humanos, já que anteriormente era necessário agendamento, junto ao sindicato ou Ministério, o que implicava em atrasos para a entrega da documentação ao empregado.

A empresa também era prejudicada com essa medida, pois era necessário o deslocamento de um funcionário, além do pagamento de taxas ao sindicato. 

No entanto, os processos demandam outros tipos de atenção, como o formato de contratação, as diferenças entre cada documento, dentre outros fatores que podem impactar a realização do serviço.

Sindicalismo toma frente em questões trabalhistas

Os acordos e convenções coletivas que antes tinham os seus limites direcionados pela CLT também passaram a ter força de lei, podendo inclusive ultrapassar os limites da consolidação das leis trabalhistas e legislações da área.

Para a grande maioria dos empregados a lei ainda exige a representação dos sindicatos de classe para dar validade aos acordos, e de modo que eles sejam coletivos, abrangendo todos os empregados daquela empresa da mesma categoria.

Ocorre que a legislação veio trazer uma mudança ainda mais radical para as funções de gerência, administração, diretores e CEOs, onde o contrato de trabalho e todos os direitos e obrigações podem ser negociados.

Nesses casos, o empregado pode negociar férias, 13º salário, bônus por produção ou projeto, salários e benefícios sem considerar qualquer regra da legislação, valendo o acordo para todos os fins de direito.

Avaliação dos direitos trabalhistas é necessária

É evidente que uma análise conjunta do setor de RH com uma consultoria tributária SP se faz necessária para avalizar quais os direitos trabalhistas geram menos contribuições fiscais, estabelecendo um bom custo benefício para a contratação, quais demandam mais atenção e quais aquelas que não podem ser flexibilizadas.

As reformas na legislação trabalhista causaram grandes discussões sobre os direitos trabalhistas que foram afetados de forma muito contundente, pois afetam principalmente os trabalhadores, sendo que em muitos casos beneficiam apenas as empresas, demandando atenção de todos os envolvidos para garantir uma parceria mais benéfica a todos.

Em nenhuma área de atuação a terceirização foi mais utilizada, tanto nos setores comerciais, industriais, shoppings e condomínios residenciais,  com melhores custos benefícios para as empresas voltadas para a área da facility serviços terceirizados.

A contratação será feita por trabalho fechado ou empreitada e após a sua conclusão será rescindido sem qualquer pagamento de indenização 

As reformas vem trazer grandes desafios para as empresas e em especial para os trabalhadores do setor de  RH, porém essas mudanças geraram oportunidades para que esses profissionais otimizem os padrões de contratação, com modelos adequados à nova legislação.

Uma empresa que pretende adequar um setor diferenciado, como fabricar velas para vender, poderá estabelecer a contratação de um autônomo para estabelecer os procedimentos de fabricação, sem que seja necessária uma contratação por CLT.

Desbalanço precisa de compensação realista

Evidentemente, as alterações trabalhistas além de trazerem desafios ao RH, também trouxeram desafios aos empregados que, sem o poder de negociação dos sindicatos, viram-se abandonados e sem poder de negociação em sua maioria.

A elaboração da nova legislação não levou em consideração a balança de poder extremamente desequilibrada em nosso país.

As empresas detém o poder econômico e os empregados, mesmo aqueles que trabalham com o desenvolvimento de equipamentos para prostatectomia robótica custo de taxas e impostos podem ser divididos, pois são considerados hipossuficientes.

Aqueles que não tem poder de negociação são muitas vezes obrigados a aceitar condições impostas pelas empresas para a sua contratação. 

Isso leva a trabalhos que necessitam de mão de obra especializada, mas por conta da concorrência profissional estipula um salário abaixo da média.

Cabe aos funcionários do setor de RH agir como intermediadores na negociação, escolhendo os benefícios, salários e melhores atrativos para os empregados sem contudo aumentar os custos para o empregador.

O papel essencial do setor de RH

A mudança da legislação deixou mais evidente a necessidade de aprimorar a gestão de RH das empresas e a importância de renovação dos procedimentos de contratação, aprimoramento, desenvolvimento e manutenção dos funcionários.

A legislação, apesar de ter facilitado as contratações e também as demissões, também dificultou a retenção de talentos, levando em consideração que as regras de negociação foram totalmente flexibilizadas e podem ser negociadas a qualquer tempo.

Isso trouxe um novo desafio para o setor de RH das empresas, já que este setor deve ser o responsável por efetuar negociações que possam garantir à empresa reter os melhores empregados.

A flexibilização das regras trabalhistas evidenciou a fragilidade da CLT e dos trabalhadores em sua maioria, dando poderes excessivos às empresas, como donos de estabelecimentos comerciais.

Tudo isso sem levar consideração os direitos para aqueles profissionais que desenvolvem um projeto de identidade olfativa loja e não levam o devido crédito afinal. 

Assim, é importante levar em consideração o desequilíbrio de poderes entre as partes que deveriam negociar livremente.

Apesar de ser de conhecimento público que a CLT encontra-se ultrapassada pelos evidentes avanços tecnológicos, ainda podemos verificar que a grande massa de trabalhadores não têm condições nem poder de negociação que garantam a igualdade da balança.

Sem a conscientização e preparação da força de trabalho, com educação, treinamento e preparação para novas tecnologias, os empregados ficam sem condições concretas de pleitear direitos ou garantias para assumir uma colocação.

Conclusão

Em resumo, os trabalhadores que atuam na área de RH devem ter em mente a sua nova posição estratégica dentro do novo mercado de trabalho, onde sua principal função é, além de efetuar os procedimentos de contratação, demonstrar os atrativos da vaga.

A função do RH que sempre foi realizar contratação e treinamentos, agora deve ser expandida para análise de melhores benefícios, com a finalidade de contratar, aprimorar e manter os funcionários na empresa, já que os custos de substituição impactam ainda mais os custos da empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Meu primeiro currículo: acabe com a dor de cabeça, aprenda a montá-lo em 5 minutos

Se você está ingressando no mercado de trabalho, certamente a maior dúvida que vem na mente nesse momento é: Como elaborar meu primeiro currículo?

Isso é bastante comum, principalmente entre os jovens que possuem pouca ou nenhuma experiência. 

Entretanto, é muito importante ter conhecimento do que deve ou não ser colocado em um currículo, afinal, ele será o seu cartaz para que um empregador lhe chame para uma entrevista.

Principalmente quando estamos no início da jornada profissional, é bastante comum errarmos em alguns pontos do currículo profissional, e isso é normal, não tem nenhum problema.

Leia também: Importância do currículo em processos seletivos: Descubra como fazer o seu!

Pensando nisso, a Missão RH vai esclarecer a tão temida dor de cabeça de muitos jovens: Como elaborar meu primeiro currículo?

Aconchegue-se bem, pegue uma água para se manter hidratado e um bloco de notas para anotar tudo o que for importante e nossas principais dicas.

Seja bem-vindo (a) ao nosso blog.

Boa leitura!

Qual a importância de um currículo profissional?

Um dos erros mais cometidos pelas pessoas que estão procurando uma vaga de emprego é desvalorizar o que pode ser o seu maior cartaz frente ao futuro empregador: o currículo.

Essa folha em A4 (como muitos pensam) tem o poder de convencer ou não que você é alguém que pode preencher a vaga que está aberta. Por isso, ela deve ser valorizada e receber a devida importância.

Existem pesquisas que comprovam que um recrutador pode aprovar ou não um currículo entre 6 e 10 segundos após ter olhado ele pela primeira vez, então, é necessário caprichar, sem ser forçado. Alinhar suas expectativas com o que o seu futuro gestor quer encontrar em um profissional.

Tudo bem, você deve estar se perguntando agora: mas esse é o meu primeiro currículo, como vou fazer tudo isso?

Foto: Markus Winkler/Unsplash

Bem, por mais que a sua experiência seja pouca, ou quase nenhuma, tudo é passível de ser apresentado. Não esconda nenhuma informação.

Pense que você quer trabalhar em uma empresa de comunicação e teve uma rápida passagem por vendas em uma loja no período de natal (um emprego temporário), isso comprova que você tem um conhecimento de como se relacionar com outras pessoas.

Tudo o que você fez em algum momento, que seja algo relacionado ao campo profissional claro, deve ser lembrado na hora de elaborar esse documento.

Como elaborar o meu primeiro currículo?

Bem, agora que entendemos a importância que um currículo tem para o ingresso em uma jornada profissional, vamos responder à pergunta inicial deste artigo:

Como elaborar o meu primeiro currículo?

Confira o passo a passo que elaboramos para você entender o seu primeiro currículo profissional.

Dados pessoais

O passo inicial para fazer o primeiro currículo profissional é colocar os seus dados pessoais no documento.

Exemplo:
Nome Completo: João da Silva Morais
Endereço: Rua do Brasil, São Paulo, SP
CEP: 01234-567
Celular: (11)91234-5678
Telefone para Recados: (11)1234-5678
E-mail: joão.silva@email.com.br

Lembre que aqui não necessário colocar idade ou data de nascimento, sexo e estado civil. Caso você tenha um perfil no LinkedIn, que é a principal rede social de empregos, e ele estiver atualizado, é um bom complemento inseri-lo.

Objetivo

Aqui é o ponto em que o candidato descreverá o que ele pretende com essa vaga. Lembre-se de ser claro e objetivo, sem enrolar ou colocar tantas informações desnecessárias.

Qualificações

Esse é um ponto em que o candidato pode destacar os seus conhecimentos que envolvam diretamente o que a empresa precisa. 

Caso você esteja indo trabalhar em uma área administrativa, é bom saber informar que tem conhecimento com os programas básicos.

Formação acadêmica

Como o próprio nome já diz, esse é o espaço para colocar todas as qualificações envolvendo a esfera da educação. 

Se já está formado ou se ainda está estudando na faculdade. Se já possui especializações e tudo mais que envolva formação.

Experiências profissionais

Agora você está se perguntando: esse é o meu primeiro currículo, o que eu coloco nesse ponto?

Mesmo que você possua pouquíssima experiência, de poucos meses em uma área que não tenha tanta afinidade com a que você está buscando trabalho agora, é importante colocar.

Principais erros ao elaborar o primeiro currículo profissional

Outro ponto bastante importante na hora de elaborar o primeiro currículo profissional é ter um cuidado com os possíveis erros.

Abaixo, elaboramos uma lista com os 5 principais erros cometidos.

1º) Erros de gramática

O primeiro ponto são os erros gramaticais, imagina que você vai trabalhar diretamente com o uso da linguagem, é primordial que você não deixe passar nenhum errinho. Dessa forma, antes de enviar o currículo, revise ele.

2º) Informações desnecessárias

Existe uma linha entre escrever pouco e escrever muito quando o assunto é currículo. Você precisa elencar as principais informações sobre você e que cheguem de encontro com a vaga. 

Normalmente os currículos possuem apenas uma página, porém, caso precise colocar algo a mais, não passe de duas páginas.

3º) Mentir

Você certamente já ouviu aquela famosa expressão: “a mentira tem perna curta”. Pois bem, em um currículo profissional isso também se aplica. Não coloque competências que você não tem, afinal, elas podem ser cobradas no futuro.

4º) Fotos inadequadas e dados em excesso

Não utilize fotos em seu currículo, apenas se a empresa lhe solicitar como uma informação complementar em banco de dados.

Outro ponto de igual importância é colocar dados como CPF e RG, isso não tem importância alguma no momento de uma entrevista.

5º) Enfeites

Um currículo profissional precisa ser claro e objetivo. Com isso, evite colocar muitos elementos gráficos e cores que possam dificultar a leitura por parte do recrutador.

Conclusão

É normal chegar no momento de elaborar o seu currículo e pensar: como eu faço o meu primeiro currículo profissional? Mas, seguindo as dicas que lhe apresentamos, certamente você passará facilmente por esta barreira.

A Missão RH é uma empresa inovadora na prestação de serviços em recursos humanos. Desde 2008 no mercado, atende empresas de destaque de Caxias do Sul e oferece soluções diferenciadas conforme o perfil e as necessidades dos clientes.

Através da prestação de diferentes serviços, procuramos a qualificação constante para tornar empresas mais competitivas e pessoas melhor preparadas para os desafios do mercado e para as demandas de uma sociedade dinâmica de forma sustentável.

Cadastre seu currículo conosco.

Emprego dos Sonhos: Passo a Passo para arrasar na entrevista

Nos dias de hoje, é bastante comum que as pessoas resolvam se recolocar profissionalmente, trocando trabalhos tradicionais pelo tão desejado emprego dos sonhos.

Entretanto, isso pode ser um tanto quanto arriscado caso você não esteja preparado para essa mudança, que é tão importante para o desenvolvimento profissional.

Trabalhar com o que gosta é o sonho de quase todas as pessoas, porém, para conseguir chegar a esse patamar, é necessário estudar, se preparar e entender exatamente o que precisa para cumprir os requisitos necessários e conquistar o emprego dos sonhos.

Veja também: Adquirir experiência através do estágio: Principais vantagens

Pensando nisso, hoje, o blog da Missão RH vai lhe apresentar como conseguir o emprego dos sonhos e arrasar na entrevista de emprego.

Pegue água ou café para acompanhar o texto e um bloco de notas para anotar tudo o que for importante.

Seja bem-vindo (a). Boa leitura!

Como saber qual é o meu emprego dos sonhos?

O emprego dos sonhos é algo extremamente relativo. O que pode ser importante para uma pessoa, para outra pode acabar sendo insignificante. Entretanto, é sempre bom ter metas para o futuro.

Você pode ser muito bom com a escrita, por exemplo, e o seu emprego dos sonhos é tornar-se um grande escritor. Para isso, será necessário muita leitura e escrita, afinal, sem praticar não será possível.

Ainda assim, muitas pessoas alimentam desejos desde criança. Certamente se você não é uma dessas, deve ter um amigo que desde jovem fala: “eu sou médico”, ou, “quando eu conseguir trabalhar na empresa X eu vou estar realizado”.


Foto: Vlada Karpovich/Pexels

O que queremos dizer aqui é que o emprego dos sonhos não é algo certo ou errado, cada um pode ter a sua meta pessoal e profissional, até porque os dois caminham lado a lado.

Outro ponto que pode ser levado em consideração é que esse desejo pode ser mutável. Uma vez que somos seres humanos, nossos sonhos e expectativas podem ser saciados ou não. Dessa forma, podem acabar moldados por expectativas novas.

Agora você está se perguntando: como eu sei qual é o meu emprego dos sonhos?

Vamos passar algumas dicas para identificar.

Busque o que gosta

Não. Nós não vamos usar aquela famosa frase sobre trabalhar com o que gosta. Todavia é muito importante fazer algo que lhe compete não somente profissionalmente, mas também pessoalmente.

É muito difícil separar a realização pessoal da profissional, por isso, sempre que possível, busque trabalhos que lhe completem.

Estude e Pesquise

O estudo e a pesquisa estão muito relacionados. Quando estamos em dúvida sobre algum caminho a tomar, seja qual for a finalidade, sempre recorremos para uma conversa com um conhecido ou busca na internet. Com o trabalho não é diferente.

É normal estarmos em dúvida sobre quais escolhas fazer, o que de fato gostamos  e pesquisar empresas que estejam alinhadas com esses objetivos é muito importante, uma vez que o emprego dos sonhos pode estar a poucos passos.

Faça contatos

O famoso network é peça fundamental para um desenvolvimento profissional. Estabelecer conexões com pessoas novas e que tenham gostos parecidos pode ser um caminho mais curto para encontrar o que você deseja.

Com as redes sociais, é mais fácil encontrar pensamentos semelhantes e profissionais qualificados. Dessa forma, busque ao máximo fazer um ótimo network, ele abrirá portas.

Como me preparar para alcançar o emprego dos sonhos?

Nos dias de hoje, o portfólio tem tido cada vez mais um impacto nas entrevistas de emprego, principalmente se você precisa comprovar que tem a experiência necessária para ocupar um cargo.

Seja um mini blog na internet em plataformas gratuitas, ou até mesmo um documento em um programa de textos no computador, tenha o seu trabalho registrado, ele será um grande diferencial.

Da mesma forma estude! Como falamos anteriormente, o estudo e a pesquisa são muito importantes e, mais do que isso, libertadores. Nada melhor do que chegar pronto em qualquer situação e saber sobre o que está falando.

Resumindo, as duas dicas fundamentais para encontrar e se preparar para o emprego dos sonhos: Portfólio e Estudo!

Emprego dos Sonhos: Passo a Passo para arrasar na entrevista

Agora que entendemos que o emprego dos sonhos pode ser algo mutável, ou seja, ter diferentes perspectivas conforme o tempo passa e, também, de pessoa para pessoa, podemos chegar à parte fundamental do nosso texto:

Emprego dos Sonhos: Passo a Passo para arrasar na entrevista

Acompanhe o nosso passo a passo para arrasar na entrevista e conseguir o emprego dos sonhos!


Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

*Aqui vamos tratar como você já tendo em mente qual é o seu sonho e também tendo em mente que está realmente considerando fazer uma mudança por completo em sua colocação profissional.

A entrevista começa antes

Sim, a entrevista não começa somente no momento em que o recrutador lhe chamar para entrar em uma sala e começar a fazer diversas perguntas. Ela começa na preparação.

Dessa forma, é muito importante já caprichar em um bom currículo, que deve conter tudo, mas sem ser maçante.

Lembre-se que, nesse caso, menos é mais. Ou seja, você precisará se vender para a empresa sem fazer uma propaganda agressiva. É complexo, mas você dará conta, tenho certeza.

Treine, treine e treine

Se você é uma pessoa que fica nervosa frente a perguntas: treine!

É extremamente necessário chegar preparado para a entrevista de emprego que pode ser um divisor de águas em sua vida profissional.

Chame algum amigo ou parente para simular uma entrevista, peça para que ele seja duro e lhe desafie a extrair o máximo possível de suas respostas.

Estude cada detalhe da empresa

Um erro muito comum entre os candidatos a uma vaga é não fazer o trabalho prévio de conhecer cada detalhe da empresa. É quase uma função de espião.

Busque todas as informações sobre ela. Pesquise se tem conta em redes sociais, veja como ela se comporta por lá. Tente identificar como é o clima de trabalho por lá, é quase como se fosse um tema de casa para o dia da entrevista.

Pense na linguagem não verbal

O primeiro ponto quando falamos de linguagem não verbal em uma entrevista de emprego diz respeito a roupa que você estará utilizando. A não ser que ela seja feita em um ambiente descontraído e desconstruído, você não deve ir de chinelo e bermuda.

Caso o seu emprego dos sonhos seja em uma empresa multinacional e que trata diretamente com negócios, escolha uma roupa mais formal.

Ainda assim, tenha muito cuidado com gestos e postura na hora da entrevista, muitas vezes o que não dizemos fala mais do que mil palavras.

Seja confiante, mas não arrogante

Lembre-se, esse é o seu emprego dos sonhos, você precisa mostrar confiança para provar ao entrevistar que é a pessoa certa ao cargo. Não minta, prove que conhece do que ele está falando e que merece essa oportunidade.

Porém, mesmo que você tenha um conhecimento avançado nesse campo, de forma alguma seja arrogante ao ponto de se considerar melhor do que outros candidatos.

Seja claro em suas falas

Por fim, mas não menos importante, seja claro em todas as suas falas. Responda as perguntas de forma coerente e não confunda o recrutador.

Tome cuidado com as suas expressões, não use gírias e mostre que sabe exatamente o que está falando.

Precisa de ajuda para chegar no emprego dos sonhos? Conte com a Missão RH

Se você é de Caxias do Sul ou região e está decidido a encontrar o seu emprego dos sonhos, a Missão RH é a empresa certa para lhe auxiliar.

Desde 2008 no mercado, possuímos um curso de Recolocação Profissional ideal para quem está em um momento de virada em sua carreira.

A Missão RH é uma empresa inovadora na prestação de serviços em recursos humanos. Desde 2008 no mercado, atende empresas de destaque de Caxias do Sul e oferece soluções diferenciadas conforme o perfil e as necessidades dos clientes.

Através da prestação de diferentes serviços, procuramos a qualificação constante para tornar empresas mais competitivas e pessoas melhor preparadas para os desafios do mercado e para as demandas de uma sociedade dinâmica de forma sustentável.

A metodologia de trabalho consiste em conhecer a fundo os interesses de nossos clientes. Através de uma cultura de valorização do conhecimento, nossa empresa se posiciona estrategicamente de modo a buscar resultados a partir do gerenciamento inteligente de informações dos clientes, personalizando o atendimento para cada empresa.

Conte conosco para conquistar o seu emprego dos sonhos!

Dia do profissional de recursos humanos: entenda de uma vez por todas qual a sua função!

O profissional de recursos humanos vem ganhando mais destaque com o passar dos anos. 

Isso porque, embora muitas pessoas desconheçam ou não saibam exatamente o que faz esse profissional, ele cumpre um papel indispensável dentro das organizações. abrir seus horizontes!

Leia também: Gestão de pessoas: 5 Filmes sobre liderança que irão 

Aproveitando que hoje, dia 3 de junho, comemora-se o dia do profissional de RH, vamos explicar como surgiu essa profissão e a sua importância no mercado de trabalho.

Continue lendo

Legislação de controle de ponto: entenda como funciona e sua aplicação em home office

Entender com clareza como o controle de ponto deve ser realizado é algo essencial para toda empresa. Porém, apesar de parecer em um primeiro momento um tema corriqueiro, sobre o qual todos entendem bem, ainda é um assunto que gera muitas dúvidas. Essa falta de conhecimento pode gerar problemas para o seu negócio. Para não cometer mais esses erros e entender como o controle de ponto pode ser feito no regime de home office continue lendo o artigo!

Como funciona o controle de ponto?

Em 1989 a lei 7.855 foi implementada. Ela possibilitou a autorização do registro de ponto. Contudo, desde o momento inicial essa nova legislação foi motivo de problemas. As ferramentas que possibilitavam o controle de horário do colaborador eram frequentemente fraudadas. 

Esse problema só começa a ser solucionado em 2009, com o surgimento da portaria 1510, também conhecida como Lei do Ponto Eletrônico. Acontece então uma modernização desse registro e, consequentemente, sua otimização. A empresa passa a ter um histórico registrado digitalmente, o que impede que seja burlado tão facilmente quanto era antes. 

A portaria 373

Em 2011 o Ministério do Trabalho publicou a Portaria 373, que modernizou ainda mais o controle de ponto. Ela permite que softwares sejam utilizados para esses registros. Mas, além disso, ela trouxe uma importante mudança: a opção de marcação remota de ponto. Assim, o colaborador não precisa estar fisicamente na empresa para bater o ponto. 

Quando é necessário fazer controle de ponto?

O registro de ponto deve ocorrer obrigatoriamente em empresas com mais de 10 colaboradores. Porém, uma empresa que conte com menos pessoas em sua equipe, também pode adotar o registro. 

É importante ressaltar que nem nem todos os funcionários são obrigados a bater o ponto de acordo com a legislação. Aqueles que ocupam cargos de confiança ou de gerência, ou quem realiza atividades externas, de modo que não há como controlar seu horário, não tem essa obrigatoriedade.

Registro de ponto em regime de home office

Como foi dito anteriormente, a portaria 373 regulamenta o registro de ponto para quem não está fisicamente trabalhando na empresa. Em 2017 houve o sancionamento da lei N° 13.467, ela regulamenta o regime de office, entendendo suas diferenças em relação ao regime tradicional. 

O colaborador que aderir a essa modalidade não precisa cumprir 8 horas de jornada por dia. O controle do seu trabalho é feito pela realização de atividades. 

Ponto eletrônico

Atualmente, muitas pessoas se encontram em regime de home office. Por isso, para continuar gerenciando o horário dos seus funcionários, o ponto eletrônico, com registros feitos através de aplicativos, pode ser uma boa alternativa. Dessa forma, tanto o colaborador quanto a empresa podem continuar fazendo uma boa administração do seu tempo. 

Quais os benefícios da marcação de ponto eletrônico?

O registro de cumprimento de horário ou de tarefas pode ser extremamente benéfico para os colaboradores. Eles conseguem ter acesso a própria produtividade e contabilizar suas horas extra, por exemplo. 

Os gestores, por sua vez, passam a ter um acesso facilitado ao cumprimento de turno de seus colaboradores, o que leva a uma otimização de processos. 

Esse texto foi criado em parceria com o blog RH Consultoria Júnior, lá você vai encontrar diversos outros conteúdos sobre gestão e recursos humanos. 

As empresas pesquisam as redes sociais antes de contratar?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, as redes sociais não são apenas ferramentas de lazer e interação, elas também são meios muito utilizados na hora de selecionar um candidato para uma vaga de emprego.

Com o auxílio das mídias sociais, o recrutador pode pesquisar o perfil dos candidatos e avaliar quesitos como ortografia, gostos pessoais e comportamento online.  E apesar de haver ferramentas voltadas totalmente ao mercado de trabalho, como o Linkedin por exemplo, as redes com pessoais como o Facebook ou Twitter possuem informações detalhadas sobre a personalidade do candidato.

O Que o Recrutador Procura nas Redes Sociais

Ao encontrar o perfil do candidato nas redes sociais, o recrutador busca encontrar pessoas que possam dar referências sobre o profissional, checar a sua experiência e, em alguns casos, também ver se ele possui interesse na sua área de atuação.

Seguir pessoas do mesmo ramo, compartilhar posts e até divulgar alguns trabalhos podem ser um ponto muito positivo na hora de avaliar o perfil do participante.

Cuidado Com o Que Você Posta

Do mesmo modo que as informações disponíveis na internet podem auxiliar na contratação, elas também podem fazer com que o candidato perca a oportunidade de ser escolhido para a vaga de emprego por postar conteúdos de cunho preconceituoso, ou que podem comprometer a credibilidade no ambiente profissional.

Sendo assim, recomenda-se que o profissional que está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho tome cuidado com suas declarações, estando sempre atento às postagens e compartilhamentos feitos nas suas redes sociais. Mesmo após a contratação, é importante manter o comportamento discreto e condizente com a apresentação no ambiente profissional.

E como os empregadores podem utilizar as Redes Sociais

Para os empregadores que estão à procura de uma pessoa que se encaixe no perfil da empresa, é muito importante fazer uma avaliação correta dos candidatos. Em vista disso, itens como comportamento apresentado nas redes sociais é muito importante. Mas o detalhe é que a conduta nas mídias sociais revela muito sobre o indivíduo, pois nunca na história da humanidade as pessoas tiveram tanta facilidade em “tornar sua vida pública”.

Mas isso significa apenas que as crenças, convicções e condutas dos profissionais expostas nas redes sociais irá atrair empresas (assim como seguidores, conexões, curtidas, etc) daqueles que se identificam com esse posicionamento. Então a ideia de pesquisar as redes sociais não é avaliar se uma pessoa é boa, ruim, inteligente, radical ou atribuir qualquer adjetivo por melhor que seja…

A ideia é simplesmente verificar (em uma fonte confiável uma vez que o próprio autor é quem disponibiliza aquele conteúdo) quem está alinhado com os princípios da empresa e quem tem mais potencial de caminhar na mesma direção.

Saiba por que a Assiduidade e a Pontualidade são tão importantes para as empresas

Para as empresas apresentarem bons resultados, é fundamental a plena dedicação ao trabalho daquelas pessoas contratados para desempenhar as determinadas tarefas. Quando alguém falta ou atrasa com frequência, podem ocorrer consequências, às vezes mais ou menos graves, conforme o caso.

Olá, eu sou Teresa Moraes, do Emprego Passo a Passo! Tudo bem?

Portanto, vamos tratar a assiduidade como o comparecimento diário ao trabalho para o desempenho das atribuições que cabem a cada pessoa e a pontualidade nada mais é com cumprir os horários para a chegada ao trabalho, com pouco ou nenhum atraso, salvo em situações excepcionais (casos de atestado médico, por exemplo).

Conforme a natureza das atividades e combinações com os colegas e pessoas superiores hierarquicamente no local de trabalho, é possível haver alguma flexibilidade nesses horários. Alguns minutos a mais na chegada, alguns minutos antes na saída podem ser negociados com uma certa antecedência. Também é possível combinar uma compensação, como chegar um pouco antes para sair com alguma antecedência, em casos extraordinários, mas nunca em excesso, ou como uma regra. Isso é e continuará sendo sempre a exceção.E também é extremamente desaconselhável atrasar ou perder horários em compromissos agendados, como reuniões, cursos, palestras e afins.

Além disso, a falta de assiduidade e pontualidade podem comprometer outro quesito importantíssimo para os profissionais de todas as áreas: a credibilidade. A credibilidade é o que garante que os colegas e chefes podem confiar em um profissional e, uma vez perdida , é muito difícil reconquistá-la.

Também existe o risco da má-influencia. Esses comportamentos negativos podem acabar servindo como “exemplo” para outros funcionários também o fazerem. Pesquisas apontam que 1 a cada 5 pessoas possuem problemas com pontualidade.

E esses problemas ajudam a reduzir os índices de  produtividade. Atrasos e faltas atrapalham a boa realização das tarefas. A boa qualidade está no empenho e na atenção, características que não combinam com atrasos e faltas. E a contínua falta ou seguidos atrasos geram atrasos de execução e acúmulo de pendências. E nenhum empresário gosta de se deparar com situações assim em sua empresa.

O extremo em que isso pode chegar é os prejuízo financeiro pelo atraso ou falta de cumprimento de tarefas. E, em última análise, isso pode refletir em descontos na folha de pagamento pelas horas não trabalhadas e na aplicação de multas pelo não cumprimento de prazos de entrega de determinadas obrigações.

Porém, por outro lado, a pontualidade e a assiduidade garantem uma confiabilidade bastante sólida, além de outros benefícios: a imagem profissional fica mais consistente, o que aumenta também o respeito dos colegas e da chefia com o profissional e mostra o respeito para com os próprios colegas. Também mostra uma boa-influência aos colegas, que ao verem a pontualidade e a assiduidade de uma colega, não querem “fazer feio” e também são assíduos e pontuais. Torna-se um círculo virtuoso, um influencia o outro positivamente.

E a vantagem que pode parecer mais importante, mas é consequência de todas as outras é a vantagem financeira. Muitas empresas costumam premiar os bons resultados obtidos graças ao cumprimento das obrigações e dos horários combinados, proporcionando bonificações, gratificações e outros benefícios.

Disciplina e responsabilidade são fatores que asseguram uma boa imagem com colegas, chefes e todas as pessoas envolvidas. Oportunidade de crescimento profissional e reconhecimento são grandes e a vida pessoal também será beneficiada. A harmonia entre o trabalho e a vida pessoal aumentam muito a qualidade de vida.

E então, gostou desse artigo? Se gostou, curte e compartilha nas redes sociais! E comente aqui abaixo, para a gente poder trocar informações e conhecimento.

Abraços,

Teresa Moraes.

 

Conhecer essa simples regra pode mudar sua vida!

Você se considera uma pessoa capaz de fazer a diferença? Mas queremos mostrar que conhecer essa regrinha pode mudar a sua vida. E, assim, você será capaz de fazer coisas que talvez nem você imaginava.

Olá, eu sou Teresa Moraes, do Emprego Passo a Passo! Tudo bem?

Existe um princípio que foi desenvolvido pelo escritor Stephen Covey que afirma que apenas 10% dos acontecimentos na vida das pessoas está relacionado com as circunstâncias. Segundo esse autor, somos nós os responsáveis por pelo menos 90% do que nos acontece devido a um princípio muito simples que ele chamou de 90/10. Como não podemos controlar 10% das coisas que acontecem em nossas vidas, o ideal é aprender a controlar a nossa reação diante dessas coisas. E isso significa controlar 90%!

Imagine a seguinte situação

Você sai para procurar emprego de manhã, mas não encontra porque ninguém pôde te atender e te escutar.E você já tinha até preparado um belo discurso sobre as suas competências e até decorou uma resposta ótima sobre seus pontos fracos e fortes e porque a empresa deveria te contratar! Isso te deixa furioso e te faz acreditar de verdade que você deve desistir ou simplesmente esperar algo cair do céu.

Para piorar a situação, você lê um jornal ou ouve uma notícia sobre desemprego, começa a perceber que o mercado não está fácil e <além de frustrado por não conseguir falar com ninguém agora você está também preocupado por que mais um dia terminou e você não conseguiu um novo emprego ainda e as contas não vão esperar. Por que o seu dia foi ruim?

 

Conhecer essa regrinha pode mudar a sua vida

Você acredita que poderia ter feito algo diferente e melhor ou você acha que a sua frustração pode ter afastado você ainda mais do seu emprego?

Você acreditaria se eu te dissesse que não existem erros no mercado de trabalho? Que se você foi demitido ou não foi sequer contratado isso foi o melhor que poderia te acontecer?

Nem sempre ser demitido será uma escolha sua. Mas a sua reação positiva diante disso está 100% ao seu alcance. Aliás somente ao seu alcance perceber isso como uma oportunidade de mudança e de crescimento.

Assim como todas as demais situações em todas as áreas da sua vida! E se você tiver alguma dificuldade no começo, tudo bem isso é normal.

Mas algo que pode te ajudar muito é pensar no quanto essa atitude sua reverte benefícios pra você mesmo!

Temos um material que irá ajudar muito em sua organização para recomeçar.

Clique aqui e baixe o checklist com dicas e passos para organizar os primeiros passos da retomada.

Abraços,

Teresa Moraes.

 

O Treinamento Emprego Passo a Passo. Saiba mais sobre o projeto!

O Treinamento Emprego Passo a Passo é um projeto desenvolvido após um longo período de estudos e análise do mercado. Também está compreendido no projeto uma análise feita após mais de 15 anos de experiência.

» Mas e então, o que é o Emprego Passo a Passo?

Emprego Passo a Passo é um TREINAMENTO PESSOAL, para ensinar às pessoas a se conhecerem, a elencar suas qualidades e seus defeitos, seus gostos e preferências, para conseguir ter uma vida feliz, conciliando o lado pessoal com o lado profissional através da conquista de um emprego que as satisfaça.

» O Emprego Passo a Passo é uma OFERTA DE EMPREGO?

O Emprego Passo a Passo NÃO É A OFERTA DE UM EMPREGO. Ele é um CURSO, um TREINAMENTO de reconhecimento pessoal, de análise pessoal, onde cada pessoa, que é diferente da outra, vai aprender a fazer o estudo do seu perfil e assim encontrar o que chamamos de EMPREGO PERFEITO.

» Comprar e fazer O CURSO Emprego Passo a Passo é alum tipo de garantia de EMPREGO?

O Emprego Passo a Passo NÃO É uma garantia de emprego, na medida que é um Treinamento de auto-conhecimento. Dessa maneira não podemos garantir o sucesso de cada pessoa em sua individualidade. Cada pessoa terá uma compreensão do material e uma forma PESSOAL de aplicar as técnicas. O que podemos garantir é que a pessoa que adquirir o Curso, ao término das aulas, sentirá que não é mais a mesma pessoa que era antes de fazer o curso. E então, com esse conhecimento poderá sentir que tem um grande PODER nas mãos, que antes do curso não tinha.

» Cursar O Emprego Passo a Passo significa que eu estou “PAGANDO PARA TRABALHAR”?

NÃO. Segundo o Projeto de Lei 8772/17, do deputado Nilto Tatto (PT-SP), agências de emprego são proibidas de cobrar taxas de candidatos para cadastro de currículo no banco de dados ou inscrição em processo seletivo. Dessa forma, o Emprego Passo a Passo NÃO é uma promessa de Emprego em troca de pagamento. O curso é um treinamento sólido e consistente sobre como identificar com qual perfil de vaga de emprego você se adequa e como decidir se aquele emprego satisfará seus desejos e seus anseios.

» Nesse curso eu aprenderei como identificar um emprego que me agrade e que eu permaneça por um longo período de tempo?

Sim, essa é a finalidade desse curso. Permitir a você, através de uma elevação do seu autoconhecimento, que você encontre um emprego que possa, em última análise, fazê-lo feliz. Trabalhar em um emprego onde a pessoa não se sinta feliz traz desgaste emocional, desgaste físico, desgaste familiar e os custos disso acabam sendo maiores. Por isso tratamos com o conceito de “EMPREGO PERFEITO”.

» E o que significa um Emprego Perfeito? É um emprego que paga mais, um emprego onde trabalho em quais horários?

A ideia de “Emprego Perfeito” é a ideia de trabalhar fazendo o que você ama. Temos o maior e mais profundo RESPEITO pelo Trabalho, em todas as suas formas. Consideramos que todos os trabalhos e todas as profissões são dignos de nosso respeito, desde o cargo de ingresso em uma profissão até o nível mais elevado. Por isso, O Emprego Passo a Passo é um treinamento de autoconhecimento. Porque vai ajudar você a se conhecer, se Reconhecer como pessoa e como profissional e procurar o trabalho com o qual você mais se adapta e que mais se adapta a você.

» O “EMPREGO PERFEITO” é aquele que paga mais?

Não necessariamente. Pode ser um emprego que pague um pouco menos do que você está acostumado a receber, mas que tenha maior flexibilidade de horários. Pode ser um emprego que tenha uma remuneração maior e também em troca disso uma maior cobrança (de horários e de responsabilidades). Ele será o perfeito se você preferir mais flexibilidade ou maior carga de responsabilidade. Cada pessoa tem ma preferência, um gosto por um tipo de desafio. Há pessoas que se sentem bem e são mair produtivas e mais felizes com uma flexibilidade maior. Da mesma forma, há pessoas que optam por responsabilidades e exigências maiores e isso os faz mais felizes. Por isso, “EMPREGO PERFEITO” não é uma fórmula pronta, que se aplica da mesma maneira para todos. É baseada em critérios individuais e você pode aprender de forma consciente com qual você se adapta melhor.

» O que o Emprego Passo a Passo faz por mim, então?

Com o Emprego Passo a Passo você vai aprender todos os aspectos de reconhecimento pessoal, vai descobrir aspectos sobre você e de que forma adequá-los aos perfis de vaga com as quais você se sente melhor. Aprende também a questão das ferramentas necessárias para participar de entrevistas de emprego, seja em agências de emprego ou nas próprias empresas onde deseja trabalhar. Vai aprender sobre conceitos modernos de relacionamento (com fins profissionais) e marketing pessoal, técnicas de apresentação pessoal e a montagem de um bom currículo, que fale de você e coloque o seu perfil dentro da vaga desejada. Por isso é chamado de Emprego Passo a Passo. Porque acompanha você na sua recolocação desde os primeiros passos (que só podem ser e devem ser feitos por você) até os minutos cruciais, onde você se depara com o gestor de recrutamento das empresas e precisa saber “vender” as suas qualidades adequadamente.

Marketing Pessoal: você tem cuidado do seu?

O marketing pessoal é fundamental para você conseguir uma nova vaga de emprego ou uma promoção. Ele se baseia na promoção pessoal para alcançar o tão sonhado sucesso almejado.

Continue lendo

Antigos Posts

© 2021 Blog Missão RH